Carta Para Meu Eu do Futuro

Oi, Shepps!

Peraí, será que você ainda é Shepps? Ou devo te chamar de Roberta? Ou você já tem algum outro apelido, mais sério e mais maduro? Espero que não! Essa ruivinha de 2015 detestaria precisar mudar tanto a ponto de se distanciar dessa essência menina e moleque. Mas se você se tornou uma mulher madura e séria, eu tenho certeza que foi por um bom motivo, e eu vou me orgulhar de você de qualquer jeito.

Nossa casa é linda, arejada e bem iluminada? Nós temos uma estante de TARDIS, né? Claro que temos! Você mesma que fez porque não encontrou em nenhum lugar que vendesse? Ok, entendi, coloquei aqui na lista de tarefas. Nós já lemos os 10 mil livros que queríamos? Ainda somos ruivas? Claro que somos! Se você mudar a cor do nosso cabelo, eu vou ficar muito chateada contigo. Não se atreva!

Nós fomos em todos os shows do Slash no Brasil, né? Disso eu tenho certeza certezíssima! O que a gente está ouvindo? Quantas tatuagens novas você já fez? Tô curiosa! Quero saber quem nós somos, Sheppita. Quero saber em quem eu me tornei. Você tá feliz?

Diz pra mim que a gente conseguiu ficar rica, magra e ter um abrigo para gatíneos abandonados!!

Tudo bem se não der pra ficar rica – se agora eu já sei que o importante é viver bem no lugar de possuir muito, você com certeza já é jedi na arte de economizar as graninhas pra cair na estrada e comprar livros. Isso é que é o essencial. Não me surpreenderia se você tivesse doado todas aquelas Melissas lindas que eu usei tão pouco, vendido nossos HQ’s para alguém que aproveitaria bem mais que eu e trocado a maioria daqueles livros ultra-clássicos que eu jurei que precisava ler mas você amadureceu e percebeu que só precisa mesmo ler aquilo que você tem vontade.

Acho que tudo bem também se não der pra pesar 45 kg. Eu tenho fé que você aprendeu, a trancos e barrancos, a amar seu corpo do jeito que ele é. Tenho confiança nas sementinhas que estou plantando na nossa cabeça hoje pra você ser uma mulher plena, que se aceita e se ama, independentemente de Victoria’s Secret, ou de namorado, ou de blogueiras fitness. E Shepps, eu sei que agora você é essa mulher maravilhosa, independente e bem humorada – um corpo com 10% de gordura corporal não faz a menor diferença na vida cheia de felicidade que você tem. E eu sei que você sabe disso.

Saber que você amadureceu tanto em 10 anos me dá a certeza de que você juntou todas as suas forças pra construir o abrigo pra animais abandonados. Amodão e Mac estão ajudando a cuidar dos novos irmãozinhos, né? Consigo até visualizar esse trabalho lindo que você conseguiu realizar! Salvar a vida desses pequeninhos e preencher a existência deles com amor é nossa missão de vida, e Shepps, eu confio em você, eu sei que você está conseguindo!

Só quero dizer que tá tudo tranquilo por aqui. Claro que tem uns quebra-molas no caminho, mas a estrada está suave e a paisagem é linda. Ser você com 26 anos está sendo uma delícia, e eu aprendo mais a cada dia. Estou me dedicando ao máximo pra que você seja a nossa melhor versão, pra que você seja arrasadoramente feliz e bem sucedida, e para que você tenha condições de melhorar o mundo.

Por favor, seja forte! E se encha de coragem! Você é incrível!
Eu te amo!

Gente, esse post faz parte da iniciativa linda do Rotaroots. É um dos temas de abril, da blogagem coletiva.
Beijo <3

 

comments

Comentários

    1. Bruna, vou precisar confessar que foi difícil pra mim escrevê-la. Não sou do tipo sentimental, mas tem coisas que são complicadas de a gente tocar e ainda mais expor. Mas é isso aí! Melhor pra fora que pra dentro!

      Muito obrigada!
      Beijo