Leituras de Abril

Abril foi um mês completamente maluco na minha vida. Muita coisa aconteceu ao mesmo tempo, pro bem e pro mal. Mas eu não deixei a peteca cair, e minhas leituras não foram abaladas por causa disso. A meta continua viva, a todo o vapor e com muitas chances de serem batidas.

Então, vamos lá!

Eu li 10 livros nesse mês! Isso ajustou minha meta dos 100 livros por ano para 34/100 ou seja, tô me mantendo dentro da taxa mensal e se continuar assim, eu conseguirei minha meta louca! Se quer saber mais, vem AQUI.

Leituras de Abril

EntremundosEntremundos – Neil Gaiman e Michael Reaves

Edição: 2014
Páginas: 248
Editora: Rocco

Joey Harker não tem nenhum senso de direção mas ainda assim é um Andarilho, o que permite que ele caminhe por todos os mundos paralelos existentes. Duas corporações malvadas querem dominar cada um desses mundos, a Ciência e a Magia. Joey então é recrutado para proteger o EntreMundos – que é uma espécie de equipe neutra criada para manter o equilíbrio das coisas e defender os mundos paralelos tanto da Magia quanto da Ciência. Detalhe: as embarcações malignas dessas corporações são movidas por alma de Andarilho! Joey tem que decidir se vai proteger o EntreMundos ou se vai continuar sua pacata vida no Ensino Médio. Eu gostei da história, mas achei muito psicodélica demais. Dei 4 das 5 estrelas, e isso me surpreendeu muito, porque eu geralmente PIRO em todas as coisas que o Gaiman escreve, né? Vou ler as continuações e ver se melhora.

As Aventuras De Sherlock HolmesAs Aventuras de Sherlock Holmes – Arthur Conan Doyle

Edição: 2011 (li no Kindle)
Páginas: 416
Editora: Zahar

São os 12 primeiros contos do Sherlock, publicados originalmente entre julho de 1891 e junho de 1892 na revista britânica Strand Magazine e conta com as 50 ilustrações originais de Sidney Paget. Cada conto é uma história curtinha do Sherlock, narrada pelo Watson, e como ele mesmo diz, são muito interessantes porém não longas o suficiente para um livro. Um dos episódios da série da BBC, em que Holmes vai atrás da foto de um figurão com a Irene Adler, é um dos contos desse livro. Eu demorei um pouquinho mais pra ler porque foi minha estreia no kindle, e ainda não estava manjando os paranauês. Dei 4 das 5 estrelas disponíveis.

Deuses AmericanosDeuses Americanos – Neil Gaiman

Edição: 2002
Páginas: 448
Editora: Conrad

A história é fabulosa! Fenomenal. Os Deuses antigos entram em guerra com os novos Deuses (a mídia) para dominar o mundo. Shadow acabou de sair da cadeia, sua mulher morreu, seu melhor amigo morreu e ele não vê saída a não ser aceitar o emprego oferecido pelo misterioso Wednesday. Dessa forma, ele acaba se vendo no meio dessa guerra sangrenta dos Deuses em busca de mais poder e mais controle, e ele não sabe nada além de uns truques de mágica com moedas, que ele aprendeu sozinho. O plot twist do final da história é de levar a arquibancada ao delírio! Uma delícia! Digno de Gaiman e de toda aquela mitologia linda que ele cria e está presente em O Oceano no Fim do Caminho e Os Filhos de Anansi (Anansi – o Deus Aranha – que inclusive está nesse Deuses Americanos). Recebeu as 5 estrelas, claro, e é o livro que eu MAIS recomendo dessa lista. Amo muito!

O Clube do Livro do Fim da VidaO Clube do Livro do Fim da Vida – Will Schwalbe

Edição: 2013 (li no kindle)
Páginas: 296
Editora: Objetiva

História real de Will e sua mãe Mary-Anne lutando pelo recém descoberto câncer no pâncreas dela. Como Will trabalhava no ramo editorial, e Mary-Anne é uma daquelas leitoras velozes e vorazes, eles montam um clube do livro – composto só por eles dois – que se reunia em todas as sessões de quimioterapia, e consultas médicas e exames e peregrinações em hospitais. Conta a vida exemplar de sua mãe, que negligenciava sua própria saúde para trabalhar pelos refugiados, e realizar seu grande sonho: construir a primeira biblioteca pública no Afeganistão. É muito triste, muito profundo e faz a gente ter refexões sobre a vida e sobre nossa relação com os nossos pais enquanto eles ainda estão vivos. Eu dei somente 3 das 5 estrelas porque a narrativa do Will é chata! Ele apela muito e repete muitas coisas, o que me dá nos nervos.

O Longo AdeusO Longo Adeus – Raymond Chandler

Edição: 2009 (li no kindle)
Páginas: 384
Editora: LP&M

Mais uma aventura de nosso querido Phillip Marlowe! UHU! Dessa vez o pobre coitado se lasca todo, apanha e vai até preso. Se mete com gente da pesada, pra elucidar o suicídio de um misterioso amigo seu, ao mesmo tempo inocentá-lo. Só que ele acaba se envolvendo com uma femme fatale e o sumiço do marido alcoólatra dela. Ao mesmo tempo em que a polícia e os figurões de Los Angeles tentam tirá-lo de seu caminho. Como sempre, uma delícia de ler. Muito envolvente e emocionante, que faz você ficar acordada até 2h da manhã só pra saber o que vai acontecer! Recebeu todas as 5 estrelas, porque não tem como dar menos que isso. Chandler é demais!

Toda Nudez Será CastigadaToda Nudez Será Castigada – Nelson Rodrigues

Edição: 2012 (li no Kindle)
Páginas: 128
Editora: Nova Fronteira

Esse livro é uma peça do Nelson Rodrigues, de 1965, e foi considerada revolucionária e umas das mais amargas. Herculano é um viúvo do tipinho “mascu” moralista, que é mandado pelo filho mimadinho, mas por influência de seu irmão (que quer ver o circo pegar fogo) se envolve com uma prostituta chamada Geni. Só que a Geni quer casamento, e a família não aceita. Mesmo assim eles casam, o que gera uma sequência de eventos familiares e Geni trai o marido com o enteado. Depois disso, só tragédias, né? Eu achei meio machista e misógino, mas a gente precisa dar um desconto pelos 50 anos de vida da história e pelo histórico do Nelson de querer sempre chocar a população. Eu dei só 3 das 5 estrelas possíveis – e todas essas estrelas não vieram da história, que eu achei ruim, mas da escrita do autor, que é sensacional.

MulheresMulheres – Bukowski

Edição: 2011
Páginas: 320
Editora: LP&M

Por falar em cafajeste, olha quem veio! Sim, o velho Buko. Já vou alertando: esse livro é para MAIORES de 18. Não insistam! Essa é a história de Henry Chinasky, um escritor que só escreve pra poder dormir até meio-dia, cinquentão, alcoólatra e completamente cafajeste. Mas um cafajeste honesto, que não mente pras mulheres, nem tenta engana-las que elas são as ‘únicas’ e que são ‘a mulher da vida dele’. Tem muita putaria, muita cena proibida, muito palavrão, e um comportamento no mínimo condenável. Mas tem aquela narrativa visceral e deliciosa do Bukowski, tem os fatos corriqueiros, os vômitos, as brochadas, os problemas de pele – que nunca constam no mundo literário mas que mostram a capacidade do velho Buko de mergulhar no cotidiano. É uma leitura delicada, porque, ouso dizer, não é pra qualquer um. Não vai MESMO agradar a todos. Assim é Bukowski, e por isso, eu amo mais. Eu dei 4 das 5 estrelas do Skoob.

Sandman Volume 4Sandman, Edição Definitiva Volume 4 – Neil Gaiman

Edição: 2013
Páginas: 608
Editora: Panini

Infelizmente, a saga do meu amado Oneiros acaba aqui. Essa edição é a coletânea final dos quadrinhos de Sandman, em que o Neil Gaiman amarra cada fio, e cada ponta solta nas edições anterioes vem se encontrar nesse final arrasador. Nosso querido Senhor dos Sonhos morre pra proteger o Sonhar, mas será que seu reino vai ficar sem Rei? O que vai ser feito de nossos sonhos? O que vai ser de mim agora que a saga terminou? A resposta é mais do que lógica, né? Vou voltar no começo e ler tudo de novo. Apenas porque sim. E porque não existe história melhor que essa, não existe nada tão incrível no Mundo Desperto quanto essas 4 edições de Sandman. Eu chorei com meu Rei Sonho. E já tô morrendo de saudades. Lógico que recebeu 5 estrelas – porque só tinha 5, se tivessem 100 disponíveis, receberia as 100 e mais umas 25 dos amiguinhos.

Poirot Perde Uma ClientePoirot Perde Uma Cliente – Agatha Christie

Edição: 2010
Páginas: 287
Editora: LP&M

Poirot recebe uma carta de uma tal senhorita Arundell. Mas a carta não contém um crime nem nada disso. Ela pede ajuda para um tal incidente com o cachorro que ninguém entende direito do que se trata. Como nosso querido belga bigodudo não ia dormir em paz se não procurasse saber o que seria isso, vai atrás da tal senhorita e acaba descobrindo que ela faleceu de morte natural. Será que foi natural mesmo? Se não foi, quem se beneficiaria com a morte? Quem são os suspeitos? Hoje a noite, no Globo Reporter! Mentira! Hahaha Romance policial do jeito que a gente gosta, cheio de aventura, disse-me-disse, perigos iminentes. Eu mesma, que já estou acostumada com essas histórias, mudei de palpite três vezes, e errei em todas elas. Hauhauha. Delícia de leitura, fluida e despreocupada. Rcebeu 4 das 5 estrelas possíveis, porque eu li no kindle e a minha cópia estava com MUITOS errinhos de digitação e pontuação. Me deixa tensa.

O ArqueiroO Arqueiro – Bernard Cornwell

Edição: 2004 (li no kindle)
Páginas: 450
Editora: Arqueiro

Essa trilogia me foi recomendada por um amigo, e eu decidi dar uma chance (e zoei minha lista de leituras, passando esses na frente de todos os outros que estavam aguardando sua vez hahahah essa sou eu). Apenas que: AMEI! É medieval e ambientado na Guerra dos Cem Anos. Thomas Hookton ia ser padre, mas sua aldeia é destruída e saqueada pelos franceses, então ele se junta aos arqueiros britânicos pra lutar na guerra contra os franceses e vingar a morte de seu pai, mas ele acaba caindo na trilha para encontrar o Santo Graal. Recebeu todas as 5 estrelas porque o cara escreve muito! Eu ouso dizer que ele é melhor que George R. R. Martin!! Envolvente, emocionante, cheio de gás e suspense.

E vocês, o que leram nesse mês que passou?
Beijo <3

comments

Comentários

    1. Pois é, Bruna! Estou num ritmo de leitura muito bacana!
      Mas você vai conseguir, sim! Eu tenho certeza!

      Se você postar algo desse tipo, me avisa, pra eu ver!
      Beijo