Leituras de março

Demorou, mas chegou!

Antes de tudo: vocês já se inscreveram no sorteio de aniversário do blog? Os prêmios são incríveis: box com os 5 volumes de As Crônicas de Gelo e Fogo, box com os 5 volumes de O Guia do Mochileiro das Galáxias e box com os 3 volumes de Jogos Vorazes! Você não pode perder!! Clica AQUI pra saber mais e participar!

No mês de março as leituras foram intensas! Eu encontrei mais tempo na agenda, e com meu Guia de Leitura e com o 1001 Livros Para Ler Antes de Morrer, o processo de escolha do próximo livro ficou bem mais otimizado, de modo que eu li bastante! No mês de março/2015 eu li 12 livros!!
Que? Tá louca? Não, senhores! Isso mesmo, eu li 12 livros em um mês!
Isso ajustou minha meta dos 100 livros por ano, (1/4 de 100 = 25 no primeiro trimestre) ou seja, se eu conseguir manter essa taxa, eu conseguirei minha meta louca! Se quer saber mais, vem AQUI.

Leituras de Março

Então chega de lenga-lenga e deixa eu mostrar pra vocês o que eu li nesse mês:

Corpo de DelitoCorpo de Delito – Patrícia Cornwell

Ano do livro: 2006 – Ano da edição: 2013
Páginas: 296
Editora: Paralela
Escolhi esse livro pela capa, e pelo título. Estava numa vibe livros policiais, e dei de cara com esse. Gostei e muito! Kay Scarpetta é uma médica legista com faros de detetive, que acaba solucionando os crimes escabrosos em conjunto com o delegado da cidade. É ácida e independente, e sofre um pouco de preconceito de várias facetas da burocracia, como cada uma de nós mulheres no mercado de trabalho. Eu dei 4 estrelas das 5 possíveis, porque tem alguns clichês que me deixaram de bode, além de uns comportamentos completamente pirados para uma policial nos dias de hoje. Mas é daqueles thrillers que dão até friozinho na barriga.

A Venus das PelesA Vênus das Peles – Leopold von Sacher-Masoch

Ano do livro: 1870 – Ano da edição: 2008
Páginas: 160
Editora: Hedra
Esse livro foi uma recomendação de um amigo queridíssimo, e eu comprei no ato, certa de que iria adorar, e não deu outra. Esse romance é erótico (de modo que não é permitido pra menores de 18 anos) mas não é de sacanagem. Foi o primeiro no mundo que menciona o prazer em sentir dor e se sentir humilhado e subjugado – por isso chamamos hoje de masoquismo: vem de Masoch. Não se assustem, não tem nada a ver com 50 Tons de Cinza. Como eu disse, não é sacanagem, é apenas erótico. Mas é intenso, e muito psicológico, além de feminista e revolucionário. Ganhou as 5 estrelas possíveis, e se tornou um preferido. Eu recomendo bastante, mas alerto: é um livro alemão de 1870, ou seja, a linguagem é um pouco difícil.

Bullet ParkBullet Park – John Cheever

Ano do livro: 1969 – Ano da edição: 2013
Páginas: 224
Editora: Companhia das Letras
Já que estamos confessando as coisas por aqui, eu vou dizer que escolhi esse livro porque gostei da capa. Achei promissora. Nunca tinha lido nada do John Cheever, e uma pesquisa rápida me mostrou que o cara é bom, ganhou o Pulitzer e tudo, e é perito em críticas ao estilo de vida superficial dos americanos e o tal american dream. Dá pra ler uma resenha mais completa AQUI. Fala sobre Nailles e Hammer (martelo e prego) que são dois homens completamente diferentes, e a missão de vida de um deles é matar o outro e sacrifica-lo no altar da igreja. Eu dei 3 estrelas das 5 possíveis porque achei a primeira parte do livro meio lenta e maluca demais, meio sem nexo. Mas depois que engrena, fica super interessante.

Mata-me de PrazerMata-me de Prazer – Nicci French

Ano do livro: 1999 – Ano da edição: 2002
Páginas: 352
Editora: Record
Encontrei esse livro por acaso, futricando a estante dos outros no skoob, em busca de alguém interessado em trocar alguns livros meus. Me lembro de ter assistido a esse filme há alguns anos atrás, e ter ficado apaixonada e devastada pelo filme, e pelo Joseph Fiennes. Eu sonhava com essa história constantemente mas não sabia que havia um livro e não pesquisei também, blame on me. Eis que: eu fiquei maluca com o livro. Fiquei sem dormir até! Nunca amei um homem como amei Adam Tallis. Com certeza, recebeu todas as 5 estrelas possíveis, e um lugar privilegiado na minha cabeceira. Pretendo ler de novo muito em breve. Mas eu aviso: o cara é psicopata, a mulher é lunática, e tem muitas cenas de sacanagem violenta. Não é recomendado para menores de 18. Se você for ativista contra sexo violento ou coisas do tipo, também não recomendo.

Entrevista com o VampiroEntrevista com o Vampiro – Anne Rice

Ano do livro: 1976 – Ano da edição: 2009
Páginas: 334
Editora: Rocco
Um clássico que eu estava postergando pra ler há um tempão, mas que havia chegado a hora. Todas as pessoas ao meu redor recomendaram super, a internet aclamou a história, tem até fã clube da Anne Rice e do vampiro Lestat por aí. Comecei a ler super empolgada. Achei bem ruim. A narrativa é lenta e descritiva demais, de um jeito que não contribui pra leitura. Enrolei bastante pra terminar. Todos os personagens são odiosos, mau caráteres e chatos, chatíssimos! Desculpa, sociedade, mas eu não curti mesmo! Dei 3 estrelas das 5 possíveis, mas concordei em ler os outros livros e ver o filme pra ver se melhora. Vocês já leram? Gostaram?

Sandman 3Sandman, Edição Definitiva, Volume 3 – Neil Gaiman

Ano do livro: 2008 – Ano da edição: 2012
Páginas: 616
Editora: Panini Books
Muito difícil falar sobre isso! Eu não nego que sou maluca, apaixonada e viciada em Gaiman, muito especificamente nos quadrinhos que ele escreve. Sandman é mágico! É uma das melhores e mais fantásticas coisas que já coloquei meus olhos. A ilustração é maravilhosa, a história é uma delícia, não dá vontade de parar nunca!  E essas edições definitivas tem mais um monte de conteúdo especial no final, com textos do Gaiman, rascunhos das ilustrações e escopos dos roteiros originais, o que deixa tudo ainda mais perfeito. Sou muito suspeita pra falar. Eu li há um tempão atrás os HQ’s regulares, sem nenhuma continuidade, agora estou relendo as edições definitivas, uma por mês, em doses homeopáticas, pra não acabar rápido! Hihi AMO COM FORÇA!

Minha Breve HistoriaMinha Breve História – Stephen Hawking

Ano do livro: 2013 – Ano da edição: 2013
Páginas: 144
Editora: Intrínseca
Esse livro estava na lista há um tempinho, e só passou na frente dos outros porque assisti ao filme Theory of Everything, que conta a versão da Jane Hawking sobre a vida e o casamento com super-duper-sinistro-fodão Stephen Hawking. Não curti o filme porque achei meloso e focado demais nas dificuldades da vida dele, e não mostrou quase nada das teorias dele e dos prêmios e da vida acadêmica. Então, eu fiquei com aquele gostinho de “quero saber mais” e passei esse livro na frente dos outros. Eu curti muito. Muito explicativo mesmo pra quem é leigo, e muito imersivo – daqueles que você mergulha na história e viaja com o autor. Ganhou todas as 5 estrelas possíveis, e eu já provindenciei os outros livros dele, que estão na lista de: preciso ler urgente!

Nao Entre em PanicoNão Entre em Pânico – Neil Gaiman

Ano do livro: 2013 – Ano da edição: 2014
Páginas: 256
Editora: Nova Século
Vamos ser honestos aqui: eu comprei esse livro porque era escrito pelo Neil Gaiman. Não sou muito fã de biografias, porque eu acho que seguem num ritmo meio lento, e eu fico com uma preguiça horrível de continuar. Essa é a biografia de Douglas Adams, o autor do famoso Guia do Mochileiro das Galáxias. Eu dei 2 estrelas das 5 possíveis por causa do Gaiman mesmo, porque além de o livro ser lento, Douglas Adams parece ter sido uma pessoa odiosa, meio cheio de caprichos demais e coisa e tal. As partes boas do livro são os comentários sarcásticos e espirituosos do Gaiman, especialmente as notas de rodapé. Não curti, e não recomendo.

Janela para a MorteJanela para a Morte – Raymond Chandler

Ano do livro: 1942 – Ano da edição: 2009
Páginas: 235
Editora: L&PM
Como eu havia dito no post das Leituras de Fevereiro, fiquei apaixonada pela escrita do Raymond Chandler, e mais ainda pelo Phillip Marlowe – seu detetive. Essa é mais uma história dele, e embora a trama seja um pouco mais fraca que o Dama do Lago do mês passado, é super empolgante, engraçado, e surpreendente. Eu já comprei vários outros livros desse autor, porque estou oficialmente viciada. O que eu mais gosto é que ele é gente como a gente, cobra seus honorários, suborna, bebe demais, para o serviço pra cochilar um pouco e fica, por muitas vezes, enrolado e sem ter respostas pras coisas.

 

O Fantasma de CantervilleO Fantasma de Canterville – Oscar Wilde

Ano do livro: 1887 – Ano da edição: 2011
Páginas: 104
Editora: LeYa Brasil
Um fantasma centenário e ameaçador é o morador mais ilustre de uma mansão, até que começa a ter problemas com a nova família que se muda para a casa, e se vê praticamente desempregado. Uma delícia de história! Um conto doce e lúdico do mestre Oscar Wilde. E acima de tudo: essa edição! As ilustrações são a coisa mais linda! É de um selo chamado Barba Negra, que era da Leya e era responsável pelos quadrinhos e ilustrações e edições especiais. Infelizmente, o selo não existe mais. Mas se eu posso recomendar uma coisa mais fortemente que todo o resto no post de hoje é: adquiram essa edição!

 

Como Ter Uma Vida Normal Sendo LoucaComo Ter uma Vida Normal Sendo Louca – Camila Fremder e Jana Rosa

Ano do livro: 2013 – Ano da edição: 2013
Páginas: 208
Editora: Agir
Eu conheço virtualmente, é claro a Jana Rosa, que uma das autoras do livro, e como ela é uma comédia, eu comprei. E a proposta é ironizar as situações engraçadas do universo feminino. Tem gente ao meu redor que achou meio machista e estereotipado demais, mas eu curti muito. Chorei de rir em muitos capítulos. Um livro leve, engraçadíssimo. As passagens meio machistas ou preconceituosas são ironias, e como o tom de todo o livro é baseado em ideias absurdas e malucas pra sair de situações que a gente ‘preferia estar morta’, eu acho que não foi por mal. Recomendo pra dar excelentes gargalhadas. Eu adorei, ganhou 4 das 5 estrelas possíveis.

O Magico de OzO Mágico de Oz – L. Frank Baum

Ano do livro: 1901 – Ano da edição: 2011
Páginas: 192
Editora: Leya
Esse é mais um conto super gostosinho e lúdico, com edição especial e lindíssimas ilustrações do selo Barba Negra, da Leya. A história, acredito que todo mundo já esteja familiarizado com ela. Durante um ciclone terrível, Dorothy e Totó são carregados dentro de sua casa, para um mundo especial chamado Terra de Oz. E antes de poder voltar pra casa, Dorothy precisa matar a Bruxa Má do Oeste, e no caminho conhece o Espantalho que queria ter cérebro, o Homem de Lata que queria ter coração e o Leão covarde que queria ter coragem.

 

 

Desafio dos 50 temas

Então, a listinha de temas do Desafio Mais Maluco em Que já me envolvi ficou assim, com 20/50 temas:

Desafio Literario

E aí, quais desses vocês já leram?
Como está a meta de vocês?
Beijo <3

comments

Comentários