Uma Estranha Simetria – Audrey Niffenegger #resenha

Título: Uma Estranha Simetria
Autor: Audrey Niffenegger
Ano: 2009
Páginas: 576 páginas
Editora: Ponto de Leitura

Eu estava numa ansiedade imensa pra ler esse livro porque como vocês já estão carecas de me ouvir falar por aqui, A Mulher do Viajante no Tempo é um dos melhores e mais lindos livros que eu já li na vida. E esse é exatamente o grande problema de Uma Estranha Simetria.

Eu entrei nele de cabeça esperando um livro tão foda quanto o primeiro, tão envolvente e carinhoso e delicinha quanto aquele. E Audrey apenas NÃO ENTREGA. Nem de perto. Tem trechos do livro que são lindamente escritos, tem trechos que parece que foram escritos naquelas redações de ensino fundamental (das ruins, tá?).

As partes em que Robert fica chorando a morte de Espelth, seu grande amor, até te fazem lembrar da genialidade da Audrey Niffenegger. Até o novo affair dele dá um friozinho na barriga. Mas a trama central da história é fraca demais da conta. Eu segui lendo da metade pro final revirando os olhos e quando acabou, a única coisa que eu tinha pra dizer: PAIA.

Uma Estranha Simetria – Audrey Niffenegger

Eu gravei esse vídeo pra contar pra vocês minhas sensações e emoções acerca do livro. Ainda tô aprendendo a fazer isso de resenha em vídeo, então tenham paciência. Maaaaas, devo alertá-los: tem spoiler! Eu acabo contando um dos plots da trama pra gente debater a respeito, então, se você já leu ou se você não se importa em saber detalhes decisivos sobre a história, capricha nesse play, e VEM COMIGO:

 

Nota

Onde Comprar

Então é isso, gente. Espero que vocês não se aborreçam com meu desabafo. HAUAHUAH

Se vocês já leram e discordam de mim, por favor, comentem aqui em baixo, ou nas outras redes sociais, o que vocês acharam pra eu entender algum ponto da história que possa ter passado batido pra mim! Sua opinião é sempre muito importante!

Beijos <3 Até a próxima! <3

 

comments