Lançamento! Trailer oficial de Imitation Game!

Em português, “O Jogo da Imitação” tradução que eu achei ruim, é estrelado pelo grandioso Benedict Cumberbatch (o Smaug de O Hobbit: A Desolação de Smaug, e nada mais nada menos que o próprio Sherlock na série homônima) juntamente com a Keira Knightley tive que procurar no Google pra digitar esse nome! (de Os Piratas do Caribe) e está previsto para estrear em 21 de novembro, na gringa.

Produzido pelo Morten Tyldum (de Headhunters) e com roteiro do Graham Moore (estreando em Hollywood, tendo colaborado em 10 Coisas que Odeio em Você) conta a história do gênio Alan Turing.

 

 

Alan Turing foi um matemático, criptoanalista e cientista da computação britânico. Colocando em termos práticos, foi o pai da ciência da computação e do conceito de algoritmo conforme o conhecemos. Criou a máquina de Turing, que é um modelo abstrato de computador, antes de existir a aplicação física de um computador efetivamente, tratando dos aspectos lógicos do processamento de dados, e hoje consegue modelar QUALQUER computador digital.

Escreveu seu nome com letras maiúsculas e em negrito, na história da criação do computador moderno.

Durante a Segunda Guerra Mundial, trabalhou para o governo britânico quebrando códigos alemães e foi responsável por todo um setor de criptoanálise de dados do Eixo, e nessa época criou a bomba eletromecânica – uma máquina responsável por uma série de técnicas de descriptografia da máquina Enigma (que era a principal máquina de criptografia das forças militares alemãs). O código da Enigma, decifrado pela máquina de Turing, é considerada um dos fatores responsáveis pelo fim da Guerra.

Depois da Guerra, em meados de 1952, enquanto Turing ainda trabalhava para o governo britânico, foi criminalmente processado por ser homossexual, e como punição, teria que escolher entre a castração química ou a prisão. Optando pela primeira alternativa, passou por um tratamento severo com hormônios femininos, o que lhe fez crescer seios e você aí, reclamando do seu leite com pera e do ‘estado opressor’. Além de ter sido afastado de todo o processo científico.

Em 1954, Turing faleceu pela ingestão de cianeto. Alguns dizem que comeu uma maçã envenenada. Muitos dizem que foi suicídio. Sua própria mami achava que era acidental. Estudiosos afirmam que foi em decorrência dos remédios que tomava para cumprir sua pena. A lenda urbana diz que a maçã da Apple surgiu em homenagem a Turing. A verdade, jamais saberemos.

59 anos depois de sua morte, em 24 de dezembro de 2013, por causa de uma petição online ora, vejam só!, a Rainha Elizabeth concedeu perdão a Turing. Conforme o ministro da Justiça, Chris Grayling:

“Alan Turing foi um homem excepcional, com uma mente brilhante. Ele contribuiu para pôr fim à II Guerra e salvar milhares de vidas.”

Desde 1966, anualmente, a Association for Computing Machinery, patrocinada pela Intel Corporation concede 250 mil doletas e um prêmio chamado Prêmio Turing por sua contribuição duradoura e fundamental no mundo da computação.

O verdadeiro Alan Turing
O verdadeiro Alan Turing

O filme promete! Benedict incorpora muito bem os personagens problemáticos e profundos. A história mata qualquer nerd de ansiedade. O roteiro é baseado na biografia de Alan Turing, escrita por Andrew Hodges, e você pode comprar clicando aqui (mas só tem em inglês ¬¬).

Gostaram?

Já conheciam a história?

Beijo <3

comments